A expectativa é a mãe da merda


Crie um porco, uma planta ou até um sapo, mas não crie expectativas. Dá merda, pelo menos na grande maioria das vezes. Sabe pq? Pq a gente (incluindo eu) tende a fantasiar a coisa da forma que nós achamos que é, de acordo com o nosso entendimento. Quando a expectativa é frustrada, muito pouca gente sabe lidar.

Um exemplo: Você ACHA que o carinha está afim de você, ele combina de sair, você fica super empolgada, mas dai ele inventa uma desculpa de última hora. Você pode ficar puta, mas precisa parar para pensar: e se ele com receio? Com 2000 questões dentro dele? Enfim, problemas que não são
seus e você não é obrigada a conviver com isso. Antes eu ficaria puta com o cara. Hoje eu fico puta comigo, por ter criado expectativas e não ter percebido os sinais que o cara deve ter emitido.

 Minha amiga disse que a expectativa faz parte, está aí para ser vivida e que a gente só lembra dela quando ela é frustada. Quando a coisa dá certo ninguém lembra. Eu até concordo, mas acho que a coisa tem que ser consciente. Por mais que a gente se empolgue, acho que é preciso pensar na expectativa como algo nosso, exclusivamente, uma escolha. Como toda escolha, tem consequências.
Acho que é ter a consciência de que pode dar merda ou não.

 Que tal, pelo menos, tentar controlar ela um pouco, para deixar a coisa acontecer? É dificil, eu sei! E quem disse que a vida é fácil? Eu sigo tentando. Antes, quando um carinha que eu estava super empolgada fazia alguma besteira ou desmarcava o programa com alguma desculpa esfarrapada, eu sofria, ficava chateada. Hoje, eu consigo entender melhor que EU criei uma expectativa que pode ser diferente da do outro. É a tal da merda consciente. Já consigo até pensar "ainda bem que a criatura mostrou a cara logo. Sorte minha". Aí sabe o que eu faço? Capricho na make, visto aquele look de arrasar e pego uma amiga e arrumo algum programa bem divertido. Mas não pense que faço isso para um outro alguém me achar bonita - isso tb dá merda! Isso é para que eu me sinta bonita e lembre que eu sou muito melhor do que uma reles expectativa.

Beijos
Paula
@Blogmulherzinha

Pegue, mas não se apegue?!


Estamos numa onda de independência feminina que eu ando achando tão linda, tão libertadora, que quando vejo títulos como o deste texto em livros e colunas em jornais fico um tanto confusa. Nada contra (ao contrário) você sair pegando geral. Tá afim? Pegue mesmo. Pegue muito (E se reclamarem, pegue duas vezes rs). E trepe tb. Se você quiser, claro. Não faça ada contra a vontade e sempre com camisinha, pelamordedeus. Mas aí, trepe muito, do jeitinho que você é, como você gosta. Barriguinha e depilação vencida. De 4 ou equilibrada na cadeira da sala.

Mas aí você conhece um cara que te faz pensar em mais que sexo. Inteligente, carinhoso, super combina com você. Calma, não é namoro. Certo? Não sei. Você o conhece há dois dias ou há duas semanas, mas sentiu que a compatibilidade é enorme, a vontade de estar junto também. Vai viver isso, menina! Não fique preocupada em dar nomes à relação, ou dê. Claro, converse com o bofe (boy magia, né?) sobre o que está sentindo. Mas vá de peito aberto, não se esconda não. Errar também faz parte.

Já ensinou a fofíssima (e sexy) Joss Stone:
I've got a right to be wrong (Eu tenho direito de estar errada)
My mistakes will make me strong (meus erros vão me fazer mais forte)
I'm stepping out into the great unknown (eu estou indo em direção ao grande desconhecido)
I'm feeling wings though I've never flown (estou sentindo asas apesar de nunca ter voado)
I've got a mind of my own (eu tenho ideias próprias)
I'm flesh and blood to the bone (sou feita de carne e osso)
I'm not made of stone (não sou de pedra)
Got a right to be wrong (tenho direito de estar errada)
So just leave me alone (então só me deixe em paz)

E a verdade é essa daí pra muita coisa, mas especialmente para o apego. É aquele negócio: você não vai se apegar a um cara que não demonstra estar interessado. Mas quando você vê que o sentimento é recíproco, se jogue. Relações têm data para terminar. Todas elas. Pode ser muito rápido e muito intenso, pode ser morno e duradouro, pode ser morno e curto, pode ser intenso e até que a morte os separe, por que não? Ninguém jamais sabe o quanto vai durar uma relação. Pode viver intensamente um final de semana, uma viagem à Fernando de Noronha ou o mês do curso de intercâmbio em Barcelona.

Viver intensamente não exclui deixar de se amar. Ao contrário, é lutar pelo que te faz feliz. Se hoje é essa relação meio louca, que mal começou mas já parece de longa data, em que há conforto e carinho. Porque não?

Mabia Barros

IRIS APFEL: A VOVÓ DAS FASHIONISTAS


Algumas pessoas devem olhar a Iris e pensar "é doida!", "árvore de Natal", "velha sem noção" e etc. Quem achar isso, olhe de novo para a foto e repense. Será que ela liga? Eu acho que não. Geralmente mulheres que têm um nível de atitude desses, que atravessa gerações, pouco se importa com a opinião alheia.

Iris Apfel tem 93 anos e não pensa em parar. Ela é designer de interiores, empresária, professora e ícone da moda. Somente. E você tá cansado demais para levantar da cama.

Nascida em Nova Iorque, desde pequena foi acostumada com moda, pois sua mãe era dona de uma boutique. Ela estudou historia da arte na Universidade de Nova Iorque e na Escola de Arte de Winsconsin.


Desde cedo, trabalhou em jornais e como designer de interiores com vários nomes que são referência na área. Casou com Carl Apfel em 1948, aos 27 anos - super tarde para os costumes da época. Logo em seguida, em 1950, eles abriram uma empresa de tecidos de decoração, a Old World Weavers, onde ela trabalhou até 1992. Na empresa, ela realizou diversos projetos de design, restauração - incluindo a Casa Branca por nove vezes, para os presidentes Truman, Eisenhower, Nixon, Kennedy, Johnson, Carter, Reagan, Ford e Clinton.

Projeto Estações Salvador Shopping


Na noite do último dia 9, aconteceu em terras soteropolitanas o lançamento do Projeto Estações do Salvador Shopping, com um bate-papo com a top blogger Camila Coutinho e a consultora de moda Ana Cury no Teatro Eva Hertz da Livraria Cultura, além de um coquetel na Praça Central.



::: Camila Coutinho
Quem não quer ver uma das blogueiras mais famosas do Brasil de pertinho? As blogueiras e blogueiros da cidade em peso estavam lá. Camila mostrou uma personalidade simples, querida e sem frescura. Durante a conversa com Ana Cury, fez brincadeiras e conversou sobre diversos temas, como se estivesse entre amigos. Ana conduziu muito bem as perguntas e todo o bate-papo. Só não concordei quando ela mostrou achar errado o público se inspirar em meninas blogueiras ao invés de editoras de moda, cheias de conteúdo. Quem mandou elas não se atualizarem e serem obsoletas, se colocando em um patamar inatingível? Enfim, isso é papo para outro post.



::: O coquetel

Tudo lindo (especialmente os garçons que serviam espumante rs) e bem organizado. Apesar disso, o melhor da noite foi ter encontrado amigas queridas que eu não via há muito tempo. Demos risada, fofocamos... Foi uma farra. Teve selfie na fila para falar com Camila, merchan da top blogger, foto dos garçons lindos, selfie com Camila.... Amei! Confira mais fotos no instagram do blog

Meu look: Turbante Spiadja, Calça e blusa Renner, Bolsa 25 de março e Sandália da Ana Capri



::: O Projeto Estações Salvador Shopping
O projeto apresenta as principais tendências da moda Primavera-Verão. Amei os espaços com os estilo: Lady like, jeans com jeans, étnicos, listrados e vazados. Desses, só o Lady like não me apetece muito. Rs! O espaço jeans com jeans, meu favorito, é assinado por Camila Coutinho, que apresenta peças do seu estilo preferido para a estação.




O evento foi excelente! A mostra está linda e vale a visita. Aberta ao público, a exposição está montada na Praça Central, até o dia 21 de setembro.

Fotos by Dani Vidal


Beijos
Paula
@Blogmulherzinha

DO LIMÃO, UMA LIMONADA....COM VODKA!


Vamos falar de saúde? 
Quem usa as redes sociais, como o Facebook, por exemplo, se depara com diversos casos de pessoas com deficiências físicas e como elas fazem para superá-las, levando uma vida normal. Verdadeiros guerreiros, com histórias emocionantes. Uma realidade difícil, principalmente para os brasileiros, que convivem com o problema da acessibilidade. 

Hoje vi esse caso e decidi: vou parar de reclamar da minha limitação física ou parar de reclamar de barriga cheia de qualquer outra coisa. Desde que tive câncer de mama, há pouco mais de 3 anos, tenho que conviver com a Monoparesia

O que é isso? Uma redução de força nos membros superiores, no meu caso, no braço direito. Pq isso? Fiz uma linfadenectomia. Leigamente falando, retirei algumas glândulas da axila que fazem com que o líquido do circule pelo corpo. Calma! Temos linfonodos em outros lugares do corpo, mas os que tirei, fazem falta. É o falado "esvaziamento de axila". 

O que isso acarreta? Logo quando operei, em 2011, tive que fazer fisioterapia, drenagem pós-cirúrgica e pilates para recuperar a força. Hoje em dia, pego cerca de 3kgs na academia, praticamente tudo normal pq eu tive essa consciência e fiz esse tratamento intensivo. Tem gente que opera, da mesma forma e nem sabe que precisa fazer isso! Se você conhece alguém que teve câncer de mama, pergunte se a pessoa fez ou faz esse tratamento. É super importante! Sigo, desde então, fazendo drenagem pós-cirúrgica uma vez por semana, o que me dá um grande conforto. 

O que eu não posso fazer? Dormir em cima do braço, usar pulseiras e anéis apertados, carregar peso, fazer muitos movimentos repetitivos ou bruscos, para evitar que o braço inche. Além disso, evitar cortes e fazer a unha com alicate. E isso teve alguma vantagem? Como tudo na vida, a gente sempre deve olhar pelo lado positivo, certo? Por conta da monoparesia, eu pude comprar um carro automático a preço de carro popular, pois a lei dá direito à isenção de impostos como IPVA, ICMS e IPI. 

Tenho que seguir adaptando. Mesmo assim, eventualmente, fico com o braço ou o ombro doendo. Isso chateia, angustia... Mas poderia ser MUITO pior. A vida seria chata se fosse fácil, né? Então, sigo adaptando, tendo paciência e fazendo do limão, uma limonada.... com Vodka, de preferência! 

Beijos Paula

Vida pós cancer e a ignorância alheia


Sabe quando seu médico fala: "Agora você pode ter vida normal". Isso significa que, após alguns anos do témino do traamento, vc precisa:
- Refazer os exames de 6 em 6 meses;
- Voltar ao médico no mesmo período;
- Tomar diariamente o remédio para previnir que a doença volte (por 10 anos);
- Ter uma alimentação saudável;
- Não engordar;
- Praticar atividades físicas regularmente;

Além disso, a depender do caso, é possível fazer drenagem pós-cirúrgica semanalmente. No meu caso, que tive câncer de mama, faço tudo isso e a drenagem pós-cirurgica semanalmente há quase 3 anos.

Até aí tudo bem! Só que, de vez em quando, a gente se bate com gente que quer opinar em algo que não tem conhecimento. Eu estava em um estabelecimento (que vou me eximir de dizer qual é) no qual uma pessoa estava oferecendo uma cortesia de 10 minutos para que conhecessemos seu serviço de massoterapia. Quando indaguei sobre a pós-cirurgica e expliquei meu caso, ela disse que não fazia mas eu eu NÃO poderia fazer nem massagem nas costas! Segundo ela, pq um senhor aqui de Salvador (que não é médico, mas é referência na área de massoterapia) disse que a massagem vai espalhar minhas células cancerígena para o resto do corpo. Sim! Eu achei que tinha escutado errado, mas foi isso mesmo. Mas peraí! Que células cancerígenas? Eu tinha deixado claro que eu não estava mais doente, mesmo assim a pessoa insistiu. Fiz o possivel para não ser grossa, agradeci e disse que não tinha interesse no serviço.

Vamos deixar claro, transparente, quase desenhando, pois quero reduzir a quantidade de vezes que preciso passar essa raiva:
- Não, eu não estou mais doente. Não necessariamente ficarei doente novamente.
- As regras que preciso seguir, basicamente, são as que escrevi acima. Fora isso, é VIDA NORMAL
- Não é necessário NENHUM cuidado extra comigo, nenhuma frescura.
- Sim, eu posso fazer TODOS os tratamentos estéticos que eu quiser. Se eu faço drenagem, que é algo mais profundo, certamente posso fazer massagem relaxante nas costas. Não há NENHUMA restrição.

Eu não sou médica, mas sou ativista na luta contra o câncer de mama, dou palestras sobre o assunto, estudo e sou atendida por uma das melhores equipes médicas do país. Infelizmente todo esse histórico faz ser muito difícil escutar asneiras tipo "drenagem é algo mais suave que massagem", as que citei acima e outras mais.

- Pra vc que está com câncer, informe-se com seu médico sobre o que vc pode e não pode fazer;
- Para quem teve câncer, como eu, busque se informar e tire suas dúvidas como seu médico;
- Para quem não teve câncer, cuide da sua saude, faça checkups anualmente. Caso vc tenha dúvidas sobre o assunto, leia e pergunte a um médico. NUNCA, de forma NENHUM faça afirmações sobre um assunto que vc não domina pra evitar fazer um papel ridículo desses como o que citei.

Acho que dessa forma é possível conviver em sociedade civilizadamente. Para mim, ignorância não é o não saber. É não saber e opinar como se soubesse.

Beijos
Paula
@Blogmulherzinha

Viva as diferenças!


Toda vez que vejo manifestações de preconceito e ódio conta uma gordinha bem resolvida, como aconteceu nesse post eu fico pensando: "Pra quê isso???" Custa quanto deixar a vida do outro em paz? É caro saber que existe pessoas diferentes de você e que não seguem o padrão imposto pelas indústrias da moda e beleza?

Antigamente, mulher bonita era mulher cheinha, era "boa parideira"! As roupas eram feitas sob medida pelas costureiras e modistas. Com passar do tempo, com a popularização da moda "fast fashion" as roupas ficaram mais baratas e passaram a ser feitas em série. Para baratear custos, estabeleceram-se os tamanhos P, M e G. Ou seja, dependendo do corpo, a roupa não ficava 100% ajustada. Enfim, quem vestia mais do que isso, tinha problemas.

Cresci sendo magrela, até o início da vida adulta. Lembro, na adolescência, de ver gordinhas vestidas de camisão e legging. O negócio era esconder e disfarçar as gordurinhas. Mesmo assim, nos meus 12 anos, com 1,70m e 54 kg, eu também não era padrão de beleza! Tinha um monte de apelidos por ser alta e magra. Talvez se fosse hoje, isso não aconteceria!

De repente, as coisas mudaram. O magro passou a ser padrão de beleza. Modelos anoréxicas, cirurgias plásticas, meninas com bulimia e querendo emagrecer para seguir esse padrão. Só que comecei a ver surgir um movimento que remou contra a maré. As Plus-Size. Cheinhas, gordinhas, gordonas.... Não importa! O lance é a aceitação e a informação de que nem toda pessoa que tem o corpo maior é doente. Meninas lindas, sensuais e bem resolvidas. Ufa! Seria essa uma solução para as pessoas não ficarem tão ligadas na estética? Infelizmente não. 

Agora estamos na geração fitness. Suplementos, dezenas de blogs e instagrams sobre o assunto. Como sempre, o povo perdeu um pouco a mão e temos muitos obcecados por ai. 

E qual é o problema com esses padrões? Tem gente que fica na neura e a grande maioria nunca consegue atingir. E qual a necessidade deles? Na minha opinião: NENHUMA.

Porque não dá para simplesmente aceitar o outro? Pessoas altas, magras, baixinhas, gordinhas, loiras, afro descendentes, asiáticas, etc.

Na minha humilde teoria, é uma falta de aceitação pessoal generalizada. As pessoas têm níveis tão grandes de recalque e problemas consigo mesmas que, cada vez que alguma plus size posta uma foto de maiô, acontece uma enxurrada de energia negativa, ofensas. Pra mim, faz esse tipo de coisa não aceita a si mesmo, esteticamente ou psicologicamente, não aceita sua vida. Queria ser tão diva e glamurosa como alguma daquelas gordinhas que apareceu de maiô na foto e não conseguem.


No cimema e na TV, diversos filmes e seriados já falaram sobre o assunto. Indico a vocês o MarcadoAmor por contrato e o seriado Mad Men. 

E você? O que acha do assunto?

Beijos
Paula

Feira Cosmética Bahia


Começou ontem (3/8) e vai até amanhã (5/8) a Feira Cosmética Bahia 2014. Resolvi dar uma passada para conferir as novidades.

Turbante:@spiadja Resto do look:@lojasrenner

Quem trabalha com beleza, não pode deixar de conferir. O evento trouxe lançamentos de produtos de mais de 100 marcas. O público pode testar na prática as novas cores de maquiagem, esmaltes e tinturas para cabelos, além de alisamentos rápidos e sem química.

Minhas impressões gerais da Feira:
- Boa organização,
- Espaço amplo,
- Poucas opções para público final. O foco da feira é mesmo o profissional.

Gostei de ter ido, principalmente pela experiência positiva no stand da distribuidora regianal VULT. Fomos muito bem recebidas lá. Eu e Nathália Luna (@Tendencialist) ficamos experimentando batons, sombras e os rímels coloridos, tendências da estação.



SERVIÇO:

6ª Feira Cosmética Bahia 2014 / 18º Congresso Internacional Científico de Cosmetologia e Estética da Bahia.

Pavilhão de Feiras do Centro de Convenções – Salvador

De 03 a 05 de agosto

Das 13h às 22h

Entrada para Feira

MAIS ARTE NA SUA VIDA

 

Não sei se esse post vai gerar tanto “engajamento”, mas não posso deixar de contar para vocês o que senti após uma simples ida ao museu.
A questão não é a arte em si. Não sou especialista e não vou obrigar ninguém a ser! O que quero falar aqui é sobre arrumar tempo para fazer o que você gosta e às vezes não faz por conta das amizades, da correria, do trabalho e etc… E também, é claro, de arrumar um pouco de espaço para adquirir mais cultura, aprender, conhecer coisas novas.
Eu gosto de ler, amo escrever, sempre que viajo vou aos museus… Sempre gostei de apreciar o que é belo e me intrigo com o talento de pessoas que criaram arte, nos mínimos detalhes, em uma época que não existia computador, photoshop e afins. Como escolhi uma profissão ligada à arte (publicidade), sempre busquei ter referências desse tipo, abrir a mente e explorar a criatividade. O problema é que, nesses últimos anos, vim deixando de fazer isso, pelos motivos que falei acima, e também por conta da preferência pelo computador.



Fui ao Museu de Arte da Bahia, em Salvador, ver a exposição Mestres da Gravura, com artistas do século XV ao XVIII, como Goya e Rembrandt, do acervo da Biblioteca Nacional. A exposição é linda, verdadeiramente impressionante e gratuita (até 31/8 em Salvador). Se você navegar na internet, elas vão parecer que foram feitas no papel, mas são feitas em xilogravura (desenho em madeira), água forte (desenho no metal), entre outros. Me encantei com diversos artistas como Piranesi, encontrei referências dos primórdios da publicidade, como cartazes de divulgação das peças de Shakespeare, entre outras obras maravilhosas. Fui com 3 amigos da área, que ficaram tão empolgados quanto eu! Aprendi com eles, com o museólogo que nos atendeu super bem… Ah, como senti falta disso!

A experiência me fez questionar diversas coisas, como: pq deixei de fazer programas como esse que eu adoro? Tem diversas programações de arte gratuitas na minha cidade, pq eu nunca vou? Percebi também como foi importante passar essa tarde com amigos com a mesma vibe que eu! Lógico que sempre podemos aprender com pessoas que tenham gostos diferentes dos nossos, mas é sempre importante passar um tempo de qualidade com pessoas que tenham os mesmos interesses.
Decidi, a partir desse dia, que mudarei algumas coisas na minha vida. Baladas são super importantes, nunca as deixarei! Mas vi que preciso e quero coordenar melhor meu tempo para não esquecer de tomar essa dose de cultura, que sempre adorei. Farei isso, mesmo que sozinha!

E você? Arruma tempo para fazer as coisas que você realmente curte? Está arrumando tempo para aprender mais?
Beijos
Paula
@blogmulherzinha

TER OU NÃO TER FILHOS?


Pelo que me lembro, na adolescência, nunca tinha muito parado para pensar em ter ou não filhos. Ter, para mim, sempre fez parte do que eu achava, entendia como “normal”.

Recordo que, um belo dia, conversando com algumas amigas, uma disse que não queria ter filhos. A outra tomou um susto tão grande e disse “Como assim? Você não gosta de criança?”. Sim, a garota gostava de crianças e até levava muito jeito, mas simplesmente não tinha vontade. Eu não liguei muito pois, tenho pessoas próximas que tiveram essa opção. Só que, a partir daí comecei a pensar realmente no assunto.

O CABELO NOVO DA SOPHIE


Todas as vezes que vejo a propaganda da novela O REBU da Globo, fico babando no novo corte da Sophie Charlotte!!!! Como ficou linda! Cabelo joãozinho, bagunçadinho, bocão vermelho…. Amei!
collage_20140708154355708collage_20140708154739726_20140708154816821collage_20140708155048825_20140708155140390
O mais legal de tudo é que o corte foi do próprio pai dela, o cabeleleiro Mário Silva. Muito bom! Me deu até vontade de assistir a novela, que estéia 14 de julho, segunda-feira, 23h.
Beijos
Paula

A SAGA DO BATOM VERMELHO


Acredite se quiser: em 2014 ainda existe gente que acha que batom vermelho é coisa de mulher vulgar. Respeito as opiniões, mas isso me cansa. Ou pior, que existe regra, ocasião, gente que pode e que não pode usar essa cor. Quem disse? Ou melhor: quem disse, Berenice? Se eu quiser passar o meu batom vermelho e ir na padaria, quem vai me impedir? Claro que existem as preferências! Existe você passar o batom e não gostar do resultado ou achar que é melhor usar só à noite. Direito seu. Só não me diga que existem regras.

Eu ia fazer esse post com outro objetivo, para mostrar apenas meus batons favoritos, mas mudei de ideia. Resolvi pesquisar sobre algumas das maiores baboseiras que li por ai

1 – Mulheres com lábios carnudos não podem usar batom vermelho. Entendeu, Angelina?
bocao1
2 – Mulheres de lábios finos não devem usar batom vermelho. Certo, Gwyneth?
boquinha

RECUPERANDO MAQUIAGENS QUEBRADAS

É angustiante para a mulher abrir a bolsa e se deparar com sua sombra favorita quebrada! Antigamente, o jeito era jogar fora, mas de uns tempos pra cá, pela internet você pode encontrar mil dicas e tutoriais sobre como consertar e compactar sombras, pós e blushs quebrados. Resolvi testar um deles. Veja o resultado!

Foco, fé e quilos a menos


Olá pessoal! Meu nome é Renata,  tenho 36 anos, sou baiana, publicitária e estudante do sexto semestre de direito, casada, mãe de dois filhos. Vou contar um pouquinho da minha história pra vocês, sobre como eu perdi 10kgs e mudei minha vida, sem remédios ou dietas mirabolantes.

Sempre fui uma criança “cheinha”. Na adolescência, sofria com os culotes e quadris, que faziam com que me sentisse “enorme”. Vivia brigando com a balança, fazia dietas doidas  e depois engordava tudo de novo.

Quando casei, em 2001, pesava 55kg. Na primeira gestação, engordei 14 kg e estagnei  nos 65kg. Na segunda gestação, engordei 12,5kg e parei com 69kg, nos meus 1,58m de altura.  Como nunca gostei de malhar, só me restava fazer dieta. Usei diversos shakes. Eles funcionaram por um tempo e, quando parei, readiquiri tudo. Descontava todas as emoções na comida!

Mais beleza real para todos


Depois de ler esse artigo, fiquei pensando como a ditadura da beleza atinge homens também e moldam a expectativa de algumas mulheres.
Tem muita gente que não liga ao ver corpos perfeitos e cheios de photoshop em propagandas e capas de revista, é irrelevante. Eu mesma, nunca pensei em ter uma barriga negativa. Nada contra o photoshop também! Tem até quem considere essa uma imagem positiva e que faz com que a pessoa se sinta melhor comprando aquele produto, ao ver um modelo lindo e perfeito em um anúncio. Sim, o apelo é enorme! O problema é quando ficamos reféns disso.

Voltamos!

Sim, o Blog Mulherzinha voltou à ativa! Senti falta disso aqui, de escrever...
Dessa vez, resolvi voltar de forma diferente, sem grandes preocupações. Quis montar uma super estrutura, mas pensei: será que precisa? O blog não é meu ganha-pão, por isso, não quero fazer nada por obrigação. Sem equipe fixa, para não ter que ficar cobrando ninguém. Quem quiser participar, participa! Pretendo escrever sempre e também não escrever quando não der. A escrita tem que ser prazerosa, para a leitura ser também.
Mudei o layout, pois não aguento mesmice! É simples, mas acho que nos atenderá perfeitamente. A única coisa que não vai mudar aqui é a qualidade do conteúdo. Adianta ter um blog lindo e postar as mesmas coisas que todo mundo posta? Pode até ser algo parecido, mas Deus me livre fazer igual!
Esse blog fez 6 anos! Por aqui, como sempre, falarei sobre impressões do universo feminino. Não espere muita moda, maquiagem e etc....Lógico que vai ter, só que esse não é nosso foco e o universo feminino vai muito além disso! Continuaremos muito falando sobre saúde, entre outros assuntos, aproveitando minhas experiências como ex-paciente de câncer de mama.
Voltei, mais uma vez, tentando fazer um espaço melhor para você. Simples, sem frescura, sem marcas caras, fórmulas pré-definidas e outras complicações. Vamos discutir diversos assuntos, fazer pensar, informar, divertir e rever conceitos.
E ai? Topam embarcar nessa comigo?
Beijos
Paula
@blogmulherzinha

CINEMA: ELA

ela

Nesse período pré-Oscar, os filmes indicados começam a surgir nas telonas brasileiras. Já comentamos sobre "Álbum de Família" e "Trapaça", hoje, a vez é de "Ela" (forte candidato na categoria "Roteiro Original". Vamos descobrir por quê!).
A trama conta a história de Theodore (Joaquin Pheonix), um homem solitário, que trabalha escrevendo cartas em um futuro, ao que parece, não muito distante. Começa a rolar uma "febre" no mercado tecnológico, com o surgimento de um sistema operacional para computadores, capaz de fazer praticamente tudo por você!! O sistema organiza a sua vida inteira em questão de segundos! E o melhor... é possível conversar e interagir com o sistema, em qualquer lugar que você esteja! O proprietário pode até escolher um tipo de voz, feminina ou masculina, e pronto!

SAÚDE: TPM NÃO!

TPM

Hoje vamos falar de TPM. Algo muito chato, que pode estragar a vida de uma mulher. Vamos detalhar seus sintomas e dar algumas ideias qie podem te ajudar a passar por esses dias que podem ser muito complicados.
Deixo claro, a princípio, que não sou médica! Apenas alguém que conviveu com isso grande parte da vida.
Esse é um problema que atinge cerca de 75% das mulheres e pode ser muito sério. Os homens têm mania de achar que é frescura, besteira… Existem mulheres que aceitam a TPM como algo que “faz parte” e que não tem jeito. Felizmente, não é bem assim! TPM tem jeito. A “síndrome disfórica pré-menstrual” ou “tensão pré-menstrual” é uma doença e deve ser tratada.

BELEZA: LIP BALM NATURAL

Não vive sem um hidratante labial? Pois essa dica é para você. Balm caseiro, natural e mais fácil que fazer brigadeiro. Vamos lá?
posts

Um beijo procês sem parabenos, chumbo, óleos minerais, parafinas e outras porqueiras mais!
Eu pesquisei várias receitas, mas preferi adaptar e fazer a minha (e acabou dando super certo). Então fica a primeira dica, pesquise um pouquinho sobre os ingredientes, veja o que te agrada mais e vá brincar de alquimista!

ESTILO: LUPITA NYONG´O

posts

Quando ela aparece em um evento, todo mundo pára e assite. Além de talentosa, a atriz Lupita Nyong´o é linda e com um estilo especial, criado pela stylist Micaela Erlanger. É fato: ela já virou uma referência fashion.
Aos 30 anos, Lupita é uma atriz e diretora mexico-queniana indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante e vencedora de 26 prêmios nacionais e internacionais na mesma categoria, pelo filme 12 anos de Escravidão, sua estréia nas telonas.